quinta-feira, 2 de maio de 2013

CIDADE DE VOTORANTIM - UM OLHAR PARA SUA HISTÓRIA



INTRODUÇÃO

        
Conheci Votorantim no início de 1962 quando vim à cidade em companhia de um amigo chamado Waldemar Machado, meu companheiro de trabalho na Cia. Brasileira de Alumínio e irmão na fé na Igreja Presbiteriana.
Em Votorantim havia um comerciante chamado Carlos Mariano da Silva. Como ele era amigo do Waldemar, este me apresentou na loja para comprar móveis. Detalhe: Eu queria apenas economizar um dinheirinho, visto que nem namorada tinha, muito menos casamento à vista.
         Fiz o negócio e, três anos depois, lá fui eu retirar os móveis que foram fielmente guardados pelo Sr. Carlos em sua loja. Mais tarde travei conhecimento com o irmão dele, o Ageu Mariano, que veio a se tornar pastor na Igreja Presbiteriana Independente e professor na rede estadual, estando hoje aposentado. Quanto ao Carlos, já é falecido.
         Com o passar do tempo travei conhecimento com muita gente de Votorantim, a maioria por causa dos laços religiosos: Lecy de Campos, o pintor Heitor Beranger e seus filhos pastores (Edvaldo, Evaldo e Heitor Jr.); os irmãos Manoel Peres Sobrinho e Ramon Perez, o Dr. Heber Carlos de Campos (Mackenzie), Joraci de Oliveira Muniz (Delegado de Polícia e Vereador), Dr. Benedicto Neves de Paula, ex pastor e advogado, e outros mais.
         Com a emancipação no início da década de 1960 as coisas mudaram totalmente em Votorantim e, quando em 1978 tive, por força de meu trabalho no Grupo Votorantim de projetar os itinerários para os ônibus terceirizados, a cidade tinham aspectos e dimensões totalmente diferentes.
         Nos últimos anos, com a expansão das atividades comerciais e a implantação de vários empreendimentos imobiliários, a cidade tomou feições modernas, com vários edifícios que se sobressaem na paisagem da cidade.
         Neste trabalho procurei agrupar em um só endereço eletrônico que é meu blog, o relato histórico, fotos antigas e atuais e outros relatos que mostram um pouco da pujança dessa cidade que nasceu em função das fábricas da Votorantim e dela herdou o nome.
         Em se tratando de uma “revista eletrônica” e, portanto modificável a qualquer momento, ela será atualizada à medida que os fatos (e as fotos) forem chegando ao meu conhecimento. O trabalho está aberto a todo tipo de colaboração, podendo ser utilizado meu e-mail: prebwilson@hotmail.com

 1º Cine Teatro após a reforma
(funcionou até 1946) 


 1º Matadouro de Votorantim (1922)


 1º Moinho de Fubá do Sr. Salvador Donato
(era movido por uma roda acionada pela água)


1º Torno Mecânico construído pelos alunos do SENAI da
da Fábrica de Tecidos Votorantim (1946) 


 Visita de Estudandes de São Paulo em 1º de Maio de 1936
tendo ao fundo o bonde elétrico


 Trem Elétrico transportando operários para Sorocaba


 Agência do Banco do Brasil no térreo do 1º edifício
comercial da cidade - 1974


Pedreira do Sr. Metidieri


Alojamento de Trabalhadores (março de 1912)


Antiga Av. Gabriel Pizza


Antiga Portaria da Fábrica de Tecidos


Antigo Forno de Cimento da Fábrica Santa Helena


Antigo Armazém pertencente à Fábrica de Tecidos
(década de 1920)


Capela da Penha em 1970 - Construída em
1924 por Timóteo de Oliveira


 Casa dos Operários da Usina de Itupararanga 
(1912)


Estação da Estrada de Ferro Elétrica Votorantim


Entrada do Escritório da Fábrica de Tecidos 
Votorantim (1918)


ASPECTOS HISTÓRICOS 



Pesquisando na Internet encontrei algumas postragens sobre a História do Município de votorantim e e optei por esta que transcrevo em seguida, com a citação da respectiva fonte::



“Histórico Origem e Formação:



O inicio da exploração e povoamento de Votorantim aconteceu em meados do século XVII, quando Paschoal Moreira Cabral, primeiro habitante do Município, parente de Baltazar Fernandes, fundador de Sorocaba, instalou-se no local conhecido como Itapeva (pedra chata), hoje sede da Fazenda de São Francisco, de propriedade do Grupo Votorantim, iniciando o período rural com a plantação de cana e ação da primeira moenda, utilizando-se do trabalho de índios escravizados.
Em 1679, foi construída, no terreiro da casa grande, uma capela em homenagem a Nossa Senhora do Pópulo. Posteriormente essa capela foi enriquecida com a imagem de São Francisco, que deu nome à serra e à fazenda.
Na época, também, eram explorados o cultivo de produtos de sobrevivência e a pecuária. O número de habitantes era pequeno e o comércio rudimentar.
Por volta de 1750, numa sucessão de compras e vendas, a fazenda chegaria às mãos do Capitão Mor Manoel Fabiano de Madureira. Essa mesma fazenda, em 1890, seria vendida ao Banco União de São Paulo.
A maior atração local era uma cachoeira denominada pelos indígenas de "Botu-ra-ti"/Boturantim, cujo étimo em tupi guarani significa Grande Espuma Branca/Cascata Branca, originando o nome Votorantim, atribuído ao vilarejo e posteriormente ao Município.
Conta-se que a cachoeira era de tal beleza, pelo volume de água e recantos naturais, que teria motivado a vinda do imperador D. Pedro II e da Imperatriz D. Tereza Cristina, para apreciar a região.
Os empreendimentos industriais implantados pelo Banco União no final do século XIX e pelo imigrante português Antonio Pereira Inácio, no inicio do século XX, deram novos impulsos ao local.
O primeiro empreendimento industrial implantado na região pelo Banco União de São Paulo em parceria com os ingleses deu-se, em 1890, com escolha de uma antiga propriedade dos Madureira, que levava o nome de "Cachoeira", para a construção da barragem das corredeiras do Rio Grande.
Dessa forma, foi montada e acionada a primeira usina. Nascia, assim, a chamada fase industrial com a instalação da Fábrica de Chitas, que começou a funcionar em 1.892, iniciando a migração que se fundiu com a imigração italiana em Votorantim.
A fábrica foi construida em estilo inglês com tijolos aparentes, posteriormente conhecida como "Fábrica Velha", que pode ser vista, ainda hoje, ao final da Rua Bernardino de Campos.
O potencial hidrográfico e a topografia de Votorantim foram de notória importância para a consolidação de seu desenvolvimento, tendo em vista que favoreceram investimentos hidroelétricos, como a usina de Itupararanga, inaugurada em 1.914, considerada de grande porte para a época, cuja energia gerada seguia na totalidade para a cidade de São Paulo.
Outras usinas foram construidas, possibilitadas pela exuberância das cachoeiras, formadas na extensão do curso em declive do Rio Grande, como Ligth, Santa Helena, Votocel e Cachoeira da Chave, marcando a origem dos povoados que surgiram ao seu redor.
Em 1.940 ocorreu outra imigração, pela oferta de empregos na tecelagem da Fábrica de Chitas e na Fábrica de Cimento Votoran, já construida e em funcionamento.
Os imigrantes assentavam-se nos mesmos bairros, considerando que muitos formavam grupos ligados por parentesco. Legaram ao Município seus costumes, seu folclore, a arte musical e, especialmente, contribuíram para o seu desenvolvimento.
No final da década de 50, a localidade contava, aproximadamente, com 15.000 habitantes, concentrados em bairros pioneiros como Rio Acima, Vila Albertina, Vossoroca e Itapeva.
A população, também se concentrava, nas vilas industriais, que se formaram acompanhando a trajetória do desenvolvimento industrial como Barra Funda, Chave, Santa Helena e Votocel.
Na década de 60, Sorocaba não mais administrava a contento o Distrito de Votorantim, agora com mais de 30 núcleos populacionais dispersos. Surgiram, então, as primeiras aspirações a favor da separação do Distrito de Votorantim, de Sorocaba. Aspirações essas, que se acentuaram e eclodiram em significativo movimento de luta pela emancipação política. Período de marcantes polêmicas criadas em torno de duas tendências: a do SIM, a favor do desmembramento, e a do NÃO, contra.
Realizado o plebiscito em 1º de dezembro de 1963, o SIM venceu por grande margem de votos, desmembrando Votorantim de Sorocaba.
A primeira eleição municipal realizada em Votorantim ocorreu em 7 de março de 1.965, confirmando a vitória do Sr. Pedro Augusto Rangel como primeiro prefeito de Votorantim.
A instalação do Município ocorreu em 27 de março de 1965, marcando a posse de sua primeira administração autônoma.
A cidade comemora seu aniversário em 8 de dezembro, data consagrada à Nossa Senhora da Conceição e que encerra as atividades alusivas à Semana da Emancipação, sempre iniciada em 1º de dezembro.

MARCOS HISTÓRICOS RELEVANTES:

Elevação a Distrito: 18/08/1911
Instalação do Distrito: 25/02/1912
Plebiscito/ Emancipação política do Município 01/12/1963
Instalação do Município: 27/03/1965
Aniversário do Município: comemorado em 08/12.”



 Ônibus fretado para levar comitiva ao prédio da
Assembléia Legislativa quando foi aprovado o
Decreto-Lei que emencipou Votoprantim


 Comemoração do desmembramento de Votorantim



 Prédio da Antiga Prefeitura Municipal


Plenário do prédio da antiga Câmara Municipal

 Antigo Prédio da Secretaria de Educação, posteriormente
Biblioteca Municipal

ASPECTOS POLÍTICO-ADMINISTRATIVOS 



A primeira eleição municipal em Votorantim foi realizada em 07-03-1965 e a instalação do Município realizada em 27-03-1965, sendo empossado o vencedor no pleito o Sr. Pedro Augusto Rangel, um dos votorantinenses que haviam batalhado em prol da emancipação.
Empossados também os Vereadores eleitos, compondo a primeira  Câmara Municipal de Votorantim.


 

 Edifício da Câmara Municipal de Votorantim

 A seguir, os homens que foram eleitos para administrar o Municícipio de Votorantim e estiveram à frente do Legislativo e do Executivo Municipal:

 Na galeria acima, os Vereadores que integraram a Câmara Municipal de Votorantim na sua primeira Legislatura (1965-1969). Da esquerda para a direita vemos: Armando Benedetti, Carlos Caldini, Domingos Metidieri Filho, Georgino Marques Dias, José Carlos de Oliveira, José Moreira Souza, Lázaro A. Almeida, Lázaro Antunes de Oliveira, Newton Vieira Soares, Pedro Guerra e Sergio Augusto Rangel.



Edifício da antiga Prefeitura Municipal de Votorantim



 Edifício atual da Prefeitura Municipal de Votorantim



 Na foto-montagem, os Prefeitos eleitos de Votorantim no decorrer da História: Pedro Augusto Rangel, Luiz do Patrocínio Fernandes, Lázaro de Góes Vieira, José de Oliveira Souza, João Souto, Erinaldo Alves da Silva, Jair Cassola (2 mandatos), Carlos Augusto Pivetta e Erinaldo Alves da Silva (prefeito atual).


Há que se destacar a figura do Deputado Estadual Juvenal de Campos que representou Votorantim e região na Assembléia Legislativa de Sorocaba com muita dedicação.

BANDEIRA COM O ESCUDO DO MUNICÍPIO:


ASPECTOS EDUCACIONAIS 

  
Buscando material ligado à Educação em Votorantim para iniciar este tópico da postagem, selecionei dois, porque os achei significativos.

O primeiro traz o título “Parceria Votorantinense pela Educação”, o qual foi lançado em 2009 e promove ações de articulação e mobilização de públicos internos e externos, visando contribuir para a qualificação da educação pública em municípios em que o Grupo Votorantim atua.
O segundo é uma cópia do documento que traz os nomes dos integrantes do Conselho Municipal de Educação de Votorantim.


1º Documento:

"PARCERIA VOTORANTIM PELA EDUCAÇÃO


Lançado em 2009, o projeto Parceria Votorantim pela Educação promove ações de articulação e mobilização de públicos internos e externos, visando contribuir para a qualificação da educação pública em municípios em que o Grupo Votorantim atua. Atualmente, o trabalho ocorre em mais de 30 municípios brasileiros e é realizado com base em indicadores de gestão pública propostos pelo Ministério da Educação. O projeto envolve professores, jornalistas, organizações sociais, poder público, alunos, funcionários de escolas, dentre muitos outros agentes-chave.
O projeto envolve capacitação de mobilizadores locais – que são funcionários do Grupo Votorantim que desempenham papel articulador nas comunidades; sistematização de ferramentas de planejamento, gestão e comunicação; desenvolvimento de materiais de divulgação; planejamento de ações de reconhecimento e premiações. Dessa maneira, o Instituto mobiliza e sensibiliza os públicos interessados no tema e contribui para a sua capacitação.
Em novembro de 2011, a importância da Parceria Votorantim pela Educação foi reconhecida com a obtenção da certificação de Tecnologia Social, concedida pela Fundação Banco do Brasil. Com isso, a metodologia do projeto passou a integrar o Banco de Tecnologias Sociais da Fundação, como modelo a ser replicado por outras organizações.
Para ampliar o alcance do projeto, foi criado o Blog Educação, um canal online que reúne informações e documentos a respeito das ações presenciais nos municípios envolvidos e notícias sobre a qualificação da educação pública no país. Para saber mais, acesse www.blogeducacao.org.br.
Fonte:
http://www.institutovotorantim.org.br/pt-br/comunidades/JuventudeFuturo/educacao/Paginas/ParceriaVotorantim.aspx


  
2º Documento:

 
O Conselho Municipal de Educação de Votorantim (CME), acompanha todas as ações desenvolvidas no âmbito deste município, voltadas à área da Educação.

O Conselho é constituído por 10 (dez) membros nomeados pelo Prefeito Municipal, sendo:

- REPRESENTANTE DO ENSINO PARTICULAR FUNDAMENTAL E MÉDIO:
- REPRESENTANTE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO MUNICIPAL INFANTIL:
- REPRESENTANTE DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS MUNICIPAIS:
- REPRESENTANTE ASSOCIAÇÕES DE BAIRRO DE VOTORANTIM:
- REPRESENTANTE DAS ENTIDADES BENEFICENTES DE VOTORANTIM:
- REPRESENTANTE DO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E ADOLESCENTE:
- REPRESENTANTE DO CONSELHO MUNICIPAL DO IDOSO:
- REPRESENTANTE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO MUNICIPAL DO ENSINO FUNDAMENTAL:
- REPRESENTANTE DO MAGISTÉRIO PÚBLICO ESTADUAL;
- REPRESENATANTE DA DIRETORIA REGIONAL DE ENSINO DE VOTORANTIM.

MISSÃO:

O Conselho Municipal de Educação tem por missão a busca democrática de alternativas e mecanismos institucionais que possibilitem, no âmbito de sua esfera de competência, assegurar a participação da sociedade e da comunidade educacional votorantinense no desenvolvimento, aprimoramento e consolidação da Educação Municipal de Votorantim.

ATRIBUIÇÕES:

As atribuições do Conselho Municipal de Educação são consultivas, deliberativas e fiscalizadora, cabendo-lhe aprovar regimento interno, propor diretrizes para os Planos Municipais de Educação, autorizar cursos, séries ou ciclos, fiscalizar e avaliar a política municipal de Educação Básica, zelar e incentivar o aprimoramento da qualidade do ensino, observar o cumprimento da legislação educacional e assegurar a participação da sociedade no aprimoramento da educação.

É prerrogativa do Conselho exercer as atribuições conferidas pela Lei Municipal 1287, de 08 de julho de1997.

COMPETÊNCIAS DO CONSELHO:

I – prestar assessoramento ao Executivo Municipal, no âmbito das questões relativas à educação, e sugerir medidas no que tange à organização e ao funcionamento da rede municipal de ensino, inclusive no que respeita à instalação de novas unidades escolares;
II – promover e realizar estudos sobre a organização do ensino municipal, adotando e propondo medidas que visem à sua expansão e ao seu aperfeiçoamento;
III – participar na elaboração do Plano Municipal de Educação;
IV – exercer fiscalização sobre as atividades referentes à assistência social escolar, no que diz respeito às suas efetivas realizações, estimulando-as e propondo medidas tendentes ao aprimoramento dessas mesmas atividades;
V - emitir parecer sobre os assuntos de ordem pedagógica e educativa que lhe sejam submetidos pela Administração Municipal, através do seu órgão próprio;

MESA DIRETORA

Presidente do Conselho Municipal de Educação
Sra. Maria José Araújo Pereira

1° Secretário
Sra. Raquel Proença Branco Ruiz

2° Secretário
Sra. Marta Aparecida Rodrigues Valandro

DEMAIS CONSELHEIROS

Sra. Sueli Aparecida Milan
Sra. Maria Helena Rodrigues Metidieri
Sra. Fátima Luiza Ramos Barroso
Sr. José Ribamar Cunha Campos
Sra. Eucione Isabel Gonçalves Pineda Zonta
Sr. Lai Iung Hsing
Sr. Osvaldo Vieira de Barros"




Escolas de Votorantim na atualidade:

R Caetano Corrêa da Silva 33 - Jardim Serrano
Votorantim, SP | CEP: 18117-160

Av. Cristiano Vieira Pedrico 568 - Vila Guilherme
Votorantim, SP | CEP: 18115-390
Como chegar

R Benedito Galero - Jardim São Matheus
Votorantim, SP | CEP: 18113-800

R Pedro Nunes 271 - Conjunto Habitacional Jardim Serrano
Votorantim, SP | CEP: 18117-121

R Flávio Sampaio 41 - Nova Votorantim
Votorantim, SP | CEP: 18113-600

R José Paz Ribeiro 81 - Jardim Novo Mundo
Votorantim, SP | CEP: 18119-020

R Doutor Alfredo Maia 286 - Barra Funda
Votorantim, SP | CEP: 18114-331 8

R Luiz Trinca - Vila Ângelo Vial
Votorantim, SP | CEP: 18111-680

R Eugênio Idefonso 111 - Vila Votocel
Votorantim, SP | CEP: 18115-360

R Pedro Ferreira de Souza 203 - Jardim Novo Mundo
Votorantim, SP | CEP: 18119-

R Coronel João Carlos de Campos 359 - Vossoroca
Votorantim, SP | CEP: 18116-090

R 7 de Setembro 80 - Parque Bela Vista
Votorantim, SP | CEP: 18110-420

R Anália Pereira 1219 - Vila Pedroso
Votorantim, SP | CEP: 18117-670

R Laila Gallep Sacker 25 - Barra Funda
Votorantim, SP | CEP: 18114-360

R Odete Gori Bicudo 800 - Nova Votorantim
Votorantim, SP | CEP: 181
13-400



ESCOLAS PARTICULARES DE VOTORANTIM


Rua Dr. Alfredo Maia, 286, Barra Funda
Votorantim - SP, 18114331


Rua João Gugoni, 65, Jd Icatu
Votorantim - SP, 18110215



Av.Carmen Galan Burgos, 121, Jd Archila
Votorantim - SP, 18111460


Rua Paula Ney, 277, Centro
Votorantim - SP, 18110045


Rua Paula Ney, 100, Centro
Votorantim - SP, 18110045

Av.São João,S, 649, Jd Icatu
Votorantim - SP, 18110210



Rua Benedito Lázaro, 51, Jd Maria José
Votorantim - SP, 18110690


Rua Celestino Soares, 280, Jd Karolyne
Votorantim - SP, 18110654


Av. Claudio Pinto Nascimento, 140, Parque Morumbi
Votorantim - SP, 18110380


Creche e Escola Maternal (construída em 1892)


Creche


Doação de terreno para construção de escola 
no Jataí (1976)


1949 - Alunos do 3º Ano Primário do Brupo Escolar 
Pereira Ignácio


1978 - Ampliação da Escola Lauro Alves de Lima


1977 - Fanfarra da Escola Armando Rizzo

ASPECTOS CULTURAIS E TURÍSTICOS


         Para ilustrar este tópico utilizarei de alguns trechos que encontrei pesquisando sobre o assunto, citando as respectivas fontes. Completando, algumas fotos sugestivas, também com citação da origem estão inseridas.

1º texto: fonte:

A Prefeitura Municipal de Votorantim, através Secretaria de Cultura e da Secretaria de Meio Ambiente, iniciou o desenvolvimento de ações de valorização do patrimônio material e imaterial do município. As propostas que serão desenvolvidas fazem parte do projeto “CONSTRUINDO MUSEUS, DERRUBANDO PAREDES”, desenvolvido pelo Museu Histórico Municipal.

A primeira ação foi uma visita ao Bairro do Carafá, para uma conversa com o Sr. Raimundo, representante da Associação de Moradores. Durante a conversa foram detectadas necessidades de ações de valorização da memória e de obras para melhorias na estrutura do Cemitério do Carafá, popularmente conhecido como Cemitério dos Índios. A Associação de Moradores já desenvolve ações de melhorias, e agora poderá contar com o apoio da prefeitura para aperfeiçoar o trabalho que está sendo feito de forma autônoma, a partir de uma persistente e organizada ação comunitária.

A primeira ação efetiva foi marcada para dia treze de março e será um levantamento de documentos, imagens e depoimentos do cemitério. Tudo o que for reunido será utilizado na produção de um curta metragem e apresentado a população na semana seguinte.

Os principais objetivos desta ação são: o levantamento do acervo disponível sobre o cemitério e seu entorno como forma de fortalecimento do acervo do Museu Histórico Municipal, a valorização das memórias locais e a produção de um material áudio-visual que pretende legitimar outras ações que serão desenvolvidas na comunidade, demonstrando a importância dessas memórias para o município de Votorantim.

O objetivo da Prefeitura Municipal de Votorantim é estender esse trabalho para outras comunidades, valorizando a memória de seu povo e os seus patrimônios, sejam eles materiais, como prédios, cemitérios, cachoeiras, acervos documentais e iconográficos, ou imateriais que correspondem a suas lendas, memórias, modos de fazer e tradições.


A Prefeitura Municipal de Votorantim, através Secretaria de Cultura e da Secretaria de Meio Ambiente, iniciou o desenvolvimento de ações de valorização do patrimônio material e imaterial do município. As propostas que serão desenvolvidas fazem parte do projeto “CONSTRUINDO MUSEUS, DERRUBANDO PAREDES”, desenvolvido pelo Museu Histórico Municipal.

A primeira ação foi uma visita ao Bairro do Carafá, para uma conversa com o Sr. Raimundo, representante da Associação de Moradores. Durante a conversa foram detectadas necessidades de ações de valorização da memória e de obras para melhorias na estrutura do Cemitério do Carafá, popularmente conhecido como Cemitério dos Índios. A Associação de Moradores já desenvolve ações de melhorias, e agora poderá contar com o apoio da prefeitura para aperfeiçoar o trabalho que está sendo feito de forma autônoma, a partir de uma persistente e organizada ação comunitária.

A primeira ação efetiva foi marcada para dia treze de março e será um levantamento de documentos, imagens e depoimentos do cemitério. Tudo o que for reunido será utilizado na produção de um curta metragem e apresentado a população na semana seguinte.

Os principais objetivos desta ação são: o levantamento do acervo disponível sobre o cemitério e seu entorno como forma de fortalecimento do acervo do Museu Histórico Municipal, a valorização das memórias locais e a produção de um material áudio-visual que pretende legitimar outras ações que serão desenvolvidas na comunidade, demonstrando a importância dessas memórias para o município de Votorantim.

O objetivo da Prefeitura Municipal de Votorantim é estender esse trabalho para outras comunidades, valorizando a memória de seu povo e os seus patrimônios, sejam eles materiais, como prédios, cemitérios, cachoeiras, acervos documentais e iconográficos, ou imateriais que correspondem a suas lendas, memórias, modos de fazer e tradições.


Débora Bergamini
Coordenadora de Patrimônio Cultural
Secretaria de Cultura de Votorantim – PMV”
 
2º Texto: Fonte:  

“Votorantim é premiada por apoiar iniciativas culturais

O Grupo Votorantim está entre os ganhadores do Prêmio Governador do Estado para Cultura 2012. A premiação, coordenada pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, homenageia a produção artística e o apoio de instituições a projetos culturais. A companhia concorreu com mais quatro empresas e obteve 1.771 votos na votação popular online.
Disputando na categoria Mecenato, que reconhece organizações que valorizam e promovem a cultura, o Grupo foi indicado devido aos investimentos realizados para o Programa de Cultura, conduzido pelo Instituto Votorantim. A iniciativa defende e apóia a democratização cultural nas frentes de teatro, cinema, vídeo, artes visuais, literatura, música e patrimônio histórico e cultural.
Segundo Rafael Gioielli, Gerente de Pesquisa e Desenvolvimento do Instituto Votorantim, o compromisso do programa é ampliar o acesso da população à cultura em todas as regiões do país. “Procuramos apoiar projetos de difusão cultural que possibilitem o contato do público com a produção de artistas e com os espaços culturais”, afirmou o gerente.
A entrega do prêmio foi realizada no Theatro São Pedro (SP), na semana passada. Para Gioielli, a vitória da Votorantim mostra que a população valoriza e reconhece instituições empenhadas em tornar a cultura mais acessível.
Rafael Gioielli, Gerente de Pesquisa e Desenvolvimento do Instituto Votorantim, na cerimônia de entrega do prêmio (foto em Meus documentos)
Fonte:  as/14022013_Votorantim-e-premiada-por-apoiar-iniciativas-culturais.aspx

3ª Texto: Fonte:

http://secvotorantim.blogspot.com.br/search/label/Turismo 

Sancionada a lei que cria o Conselho Municipal de Turismo de
Turismo de Votorantim.
A lei de nº 2174 que cria em Votorantim o Conselho Municipal de Turismo (Comtur) foi sancionada e promulgada pelo prefeito Carlos Pivetta, conforme publicação da edição da última sexta-feira (29), do Jornal Município de Votorantim.


Wolney Fernandes - www.instantespossiveis.blogspot.com*

Com a lei aprovada, a meta do governo municipal é instituir o conselho que será formado por membros do poder público e sociedade civil. Posteriormente a esse passo, será criado o regimento interno para dar início aos trabalhos. Para a Prefeitura essa é uma grande conquista, considerando as políticas públicas que o município que tem interesse em desenvolver nesse segmento.
Criado no âmbito da Secretaria de Cultura, o objetivo é formular as diretrizes para a política municipal de turismo, inclusive para atividades prioritárias de ação do município em relação ao desenvolvimento do turismo, bem como deliberar os processos, projetos ou planos de desenvolvimento de turismo elaborados pela administração.
A criação do conselho compreende a elaboração de espaços de diálogo, políticas específicas, procedimentos e metodologias que possam regulamentar o funcionamento deste segmento na cidade.
Votorantim é uma cidade com grande potencial turístico, articulando a economia, geração de renda e trabalho e todas as cadeias produtivas existentes. Com isso a Secretaria de Cultura assume a pasta do turismo junto aos seus programas e desenvolve um calendário de ações à partir de plano diretor já elaborado.”


Integrantes da Sociedade Musical e Cultural
de Votorantim (1957) 


Banda de Jazz - Funcionários da Votorantim
(1950)


 Banda "Teimosa" - Maestyro Itagiba 
Bairro Dominguinho


 Cemitério do Carafá (Família Nunes, a qual tem 
ancestrais sepultados no local)

Fonte: http://www.skyscrapercity.com/showthread.php?t=717524


 Avenida ligando Votorantim a Sorocaba


Barragem - Represa de Guarapiranga


Centro Urbanístico


 Comércio na Av. 31 de Março


Galeria de Feiras e Exposções na Praça de Eventos


Praça de Eventos


Museu da Cidade


Praça na av. São João


Rio Sorocaba


Vista aérea de Votorantim


Trevo da Entrada da Cidade

Fotos atuais:


Barragem Santa Helena


 Cascata Votocel



 Prainha Santa Helena



 Parque Ecológico do Matão


Cachoeira São Francisco


Igreja Santa Helena


Praça de Eventos Lecy de Campos



ASPECTOS SOCIAIS


         Neste tópico faremos a inserção de fotos relativas a esse aspecto da vida da cidade.

 Família Arcuri
 

Família Ermírio de Moraes na inauguração
da Escola Parcão (1957)


Família Gianola (Patriarca Vergila) 


 Famílias de trabalhadores da fábrica de tecidos
recebendo presentes no Natal de 1940

 

 Festa em louvor a Santo Antonio (1920)


Festa para receber a 1ª Viatura policial - presença
do Bispo D. José Melhado Campos, Prefeito Luiz do
 Patrocínio Fernandes, Delegado Roberto Luiz Ayres
e Deputado Federal José Theodoro Mendes