quarta-feira, 19 de julho de 2017

COMO É FEITA A CIRURGIA DE RASPAGEM DA PRÓSTATA?

 APRESENTAÇÃO

Posso dizer que estou familiarizado com esse esse procedimento cirúrgico e faço esta publicação para alertar meus leitores que porventura estejam necessitando, que não tenham receio de fazê-lo.
Essa cirurgia é apenas para reduzir o tamanho da próstata, que numa grande quantidade de homens de mais de 40 anos, ela se altera.
Necessário se faz dizer que não se trata de tumor nem tem nada a ver com malignidade. Tanto a que o aumento da próstata tem o nome de Hiperplasia prostática benigna.
Mas, como é feita a referida cirurgia (RTU)? .
O que é RTU:Ressecção transuretral da próstata. 
Próstata:glândula sexual masculina, situada em torno da porção inicial da uretra, que, junto com as vesículas seminais, produz o líquido espermático

Leia o texto, conciso e muito esclarecedor:

"Sem dúvida, essa é a cirurgia endoscópica mais realizada pelos médicos urologistas e que visa basicamente desobstruir uma uretra que é comprimida pela próstata.
Nesse procedimento o paciente interna no dia da cirurgia e é encaminhado para o centro cirúrgico.
A anestesia é a raquidiana, aplicada nas costas(semelhante a anestesia de gestantes no momento do parto). A partir desse momento, você não mais sentirá as pernas. Normalmente é administrado um sedativo para o paciente repousar durante o procedimento. Esse fato é considerado normal e indispensável para a realização do procedimento cirúrgico.
A sala é montada com inúmeras peças, afinal, para uma cirurgia sem cortes na pele, o que não falta são instrumentais e organização da equipe médica e de enfermagem.
Inicia-se então o procedimento endoscópico e a via de acesso é o canal da uretra.  A próstata é cortada(o "miolo apenas"), hemostasiada e retirada.
Terminado o procedimento, o paciente acorda na sala de recuperação e logo após, irá para o quarto. Não há dor, mas pode haver uma sensação desagradável de desejo de urinar, fato esse esperado e que é revertido com a aplicação de medicação venosa.
Sempre você terá um soro na veia e uma sonda vesical no canal(com entrada e saída de líquidos pra evitar a coagulação da bexiga).
Importante não deixar acabar o soro de irrigação vesical pois sem ela, poderá formar inúmeros coágulos.
Em casos nas quais a próstata está sujeita a uma maior sangramento, é utilizado uma técnica onde existe a implantação de uma terceira sonda no canal uretral. A presença de mais uma sonda é indolor e confere ao paciente(e ao médico também!) maior conforto e segurança, pois a possibilidade de obstrução é quase nula.
Caso haja obstrução da sonda vesical, uma desobstrução imediata deve ser realizada pelo profissional de saúde
Após dois dias de internação, o médico retira a sonda vesical, e é esperado a micção espontânea. É uma miccção ainda fraca(melhor do que antes), com ardência local (alguns pacientes queixam de dor no canal)e a saída de sangue ou coágulos é esperada.
Somente após 10 dias o paciente poderá dirigir, ato sexual estã permitido em 40 dias e liberação total para  procedimentos físicos após 90 dias da data do procedimento.
Muito comum é uma persistência da disúria(dor ao urinar) em alguns pacientes que pode levar até 40 dias para uma remissão completa e uma possível infecção urinária deve ser descartada.
Esse procedimento não altera a parte sexual(talvez ocorra melhora por diminuir sintomas urinários) e pode ocorrer ejaculação retrógrada(o sêmen será depositado na bexiga e não no canal uretral quando do momento da ejaculação, sendo eliminado do corpo no momento da micção).

A ejaculação retrógrada ocorre pois no momento da emissão do semêm(orgasmo) o esfincter urinário, responsável pela vedação da bexiga, não mais funciona. Esse mesmo esfincter urinário, que provoca obstrução ao fluxo urinário, é ressecado na RTU. Mas nem sempre ela irá ocorrer. Na prática diária, percebo que uma simples mudança na técnica cirúrgica, com o consentimento do paciente, as chances de melhorar a possibilidade de ejaculação retrógrada diminuem bastante. "



FOTOS ILUSTRATIVAS


Foto principal da matéria

Centro Cirúrgico


Mesa RTU da próstata


Foto cirurgia laparoscópica


RTU da próstata


RTU da próstata (final)




CONCLUSÃO

         Este trabalho pode ser melhorado através de críticas construtivas e sugestões. É assim que tenho feito com todas as postagens publicadas em meu blog.

        Portanto, se você tiver qualquer contribuição a fazer, poderá entrar em contato comigo através do e-mail indicado no final desta publicação.


SOBRE O AUTOR DA POSTAGEM


Wilson do Carmo Ribeiro é industriário aposentado, professor e historiador diletante. 
É presbítero emérito da Igreja Presbiteriana do Brasil.

E-mail: prebwilson@hotmail.com

sábado, 15 de julho de 2017

SUCESSOS DA MÚSICA SERTANEJA RAIZ

APRESENTAÇÃO

        
Nascido na roça no início da década de 1940 no interior paulista, foi natural que o gênero musical que eu ouvia fosse o sertanejo raiz. Não havia rádio em casa nem na vizinhança, mas haviam muitas festas e nelas a música se fazia presente. Um tio "arranhava" no violão e meu avô materno era catireiro.
         No rádio, a primeira dupla que ouvi cantar foi Raul Torres e Florêncio e ao vivo foi em um circo, com Luizinho Limeira e Zezinha, que entre outras composições apresentaram O Menino da Porteira.
         Embora evangélico desde o início dos anos sessenta, onde a música adotada e cultivada é a sacra, nunca deixei de apreciar o gênero sertanejo.
         Assim, achei por bem reunir uma coletânea de sucessos do gênero captados no You Tube, disponibilizando para os amigos.

         Estão convidados a dar uma apreciada. Obrigado.




O Menino da Porteira



Terra Tombada


Meu reino Encantado


Tristeza do Jeca


Flor do Cafezal


Caminheiro


Avenida Boiadeira



No Rancho Fundo


Berrante de Ouro


Mágoa de Boiadeiro



Fogão a lenha


Os três boiadeiros


Cheiro de Relva



Sessenta Dias Apaixonado


Saudade da Minha Terra


Talismã


Seresteiro da Lua



Luar do Sertão


Solos de Viola


Rio de Lágrimas


Viola Cabocla



A Majestade o Sabiá


Coração do Brasil


Estrada da Vida


Vaca Estrela e Boi Fubá


Cuitelinho





Chora Viola



Ainda ontem chorei de saudade



As Andorinhas



O Vai e Vem do Carreiro



É o Amor



Deus e Eu no Sertão



Pagode em Brasília



Comitiva Esperança



Herói sem Medalha



Boi Soberano



Colcha de Retalhos



Meu Sertão é tão bonito



ESCLARECIMENTO

Os comerciais que aparecem na abertura da maioria dos vídeos já vem com eles do You Tube. Eu não lucro nada com isso, pois meu blog não tem fins lucrativos. Tudo que publico é por prazer de fazê-lo e para compartilhar com os amigos.


CONCLUSÃO

         Este trabalho pode ser melhorado através de críticas construtivas e sugestões. É assim que tenho feito com todas as postagens publicadas em meu blog.

        Portanto, se você tiver qualquer contribuição a fazer, poderá entrar em contato comigo através do e-mail indicado no final desta publicação.


SOBRE O AUTOR DA POSTAGEM


Wilson do Carmo Ribeiro é industriário aposentado, professor e historiador diletante. 
É presbítero emérito da Igreja Presbiteriana do Brasil.

E-mail: prebwilson@hotmail.com









quinta-feira, 29 de junho de 2017

O QUE É A ENDOMETRIOSE, DOENÇA QUE ATINGE TANTAS MULHERES?

APRESENTAÇÃO

Tenho feito algumas postagens abordando as questões relativas às doenças que atingem os homens e a dificuldade que eles tem em admitir que estejam doentes e a necessidade de consultar um médico.
Desta feita achei por bem transcrever um trabalho muito interessante e que diz respeito a um problema que atingem muitas mulheres e que precisam ser detectados e tratados de forma conveniente.

Estou falando da Endometriose. Mas o que é isso? Quais as suas manifestações e prejuízos no organismo da mulher?
Leia o artigo sucinto que selecionei na internet, com exposição pelo conhecido médico Dr. Dráuzio Varella. Vamos a ele:
O endométrio é uma mucosa que reveste a parede interna do útero, sensível às alterações do ciclo menstrual, e onde o óvulo depois de fertilizado se implanta. Se não houve fecundação, boa parte do endométrio é eliminada durante a menstruação. O que sobra volta a crescer e o processo todo se repete a cada ciclo.
Endometriose é uma afecção inflamatória provocada por células do endométrio que, em vez de serem expelidas, migram no sentido oposto e caem nos ovários ou na cavidade abdominal, onde voltam a multiplicar-se e a sangrar.
Endometriose profunda é a forma mais grave da doença. As causas ainda não estão bem estabelecidas. Uma das hipóteses é que parte do sangue reflua através das trompas durante a menstruação e se deposite em outros órgãos. Outra hipótese é que a causa seja genética e esteja relacionada com possíveis deficiências do sistema imunológico.
Sintomas
A endometriose pode ser assintomática. Quando os sintomas aparecem, merecem destaque:
* Dismenorreia – cólica menstrual que, com a evolução da doença, aumenta de intensidade e pode incapacitar as mulheres de exercerem suas atividades habituais;
* Dispareunia – dor durante as relações sexuais;
* Dor e sangramento intestinais e urinários durante a menstruação;
* Infertilidade.
Diagnóstico
Diante da suspeita de endometriose, o exame ginecológico clínico é o primeiro passo para o diagnóstico, que pode ser confirmado pelos seguintes exames laboratoriais e de imagem: visualização das lesões por laparoscopia, ultra-som endovaginal, ressonância magnética e um exame de sangue chamado marcador tumoral CA-125, que se altera nos casos mais avançados da doença. O diagnóstico de certeza, porém, depende da realização da biópsia.
Tratamento
A endometriose é uma doença crônica que regride espontaneamente com a menopausa, em razão da queda na produção dos hormônios femininos.
Mulheres mais jovens podem valer-se de medicamentos que suspendem a menstruação: a pílula anticoncepcional tomada sem intervalos e os análogos do GnRH. O inconveniente é que estes últimos podem provocar efeitos colaterais adversos.
Lesões maiores de endometriose, em geral, devem ser retiradas cirurgicamente. Quando a mulher já teve os filhos que desejava, a remoção dos ovários e do útero pode ser uma alternativa de tratamento.
Recomendações
* Não imagine que a cólica menstrual é um sintoma natural na vida da mulher. Procure o ginecologista e descreva o que sente para ele orientar o tratamento;
* Faça os exames necessários para o diagnóstico da endometriose, uma doença crônica que acomete mulheres na fase reprodutiva e interfere na qualidade de vida;
* Inicie o tratamento adequado ao seu caso tão logo tenha sido feito o diagnóstico da doença;
* Saiba que a endometriose está entre as causas possíveis da dificuldade para engravidar, mas a fertilidade pode ser restabelecida com tratamento adequado.


SOBRE O AUTOR DO ARTIGO

Dr. Drauzio Varella

O Dr. Antônio Drauzio Varella, é um médico oncologista, cientista e escritor brasileiro, formado pela Universidade de São Paulo, na qual foi aprovado em 2° lugar, é conhecido por popularizar a medicina em seu país, através de programas de rádio e TV Vikipédia.

CONCLUSÃO

         Este trabalho pode ser melhorado através de críticas construtivas e sugestões. É assim que tenho feito com todas as postagens publicadas em meu blog.

        Portanto, se você tiver qualquer contribuição a fazer, poderá entrar em contato comigo através do e-mail indicado no final desta publicação.


SOBRE O AUTOR DA POSTAGEM


Wilson do Carmo Ribeiro é industriário aposentado, professor e historiador diletante. 
É presbítero emérito da Igreja Presbiteriana do Brasil.

E-mail: prebwilson@hotmail.com

quarta-feira, 28 de junho de 2017

ANJOS DA GUARDA - ELES EXISTEM?

APRESENTAÇÃO

Muito se fala em anjo da guarda, dando a entender que cada pessoa tem para si um desses seres angelicais a fim dar-lhe a proteção que necessita.

Muito se fala também na atuação dos anjos na Bíblia, atuando nas mais diversas situações.
Aí então pensei em pesquisar, e,  entre vários textos na internet  encontrei este que desejo compartilhar com vocês.
Deus vos abençoe na leitura.


Anjo da guarda existe? É bíblico?


A Escritura menciona claramente que Deus envia os seus anjos para a nossa proteção:“Porque a seus anjos ele dará ordens a seu respeito, para que o protejam em todos os seus caminhos; com as mãos eles o segurarão, para que você não tropece em alguma pedra” (Sl 91.11,12).

Mas algumas pessoas vão além dessa ideia de proteção geral e pensam que Deus dá um “anjo da guarda”específico para cada indivíduo no mundo, ou ao menos para cada cristão.

As palavras de Jesus a respeito dos pequeninos têm servido de apoio para essa ideia: “Pois eu lhes digo que os anjos deles nos céus estão sempre vendo a face de meu Pai celeste” (Mt 18.10). Contudo, nosso Senhor pode estar dizendo que os anjos designados para a tarefa de proteger as criancinhas têm pronto acesso à presença de Deus. (Para usar uma analogia esportiva, os anjos podem valer-se da marcação “por zona” em vez da marcação “homem a homem”.)

Quando os discípulos em Atos 12.15 dizem que o “anjo” de Pedro devia estar batendo à porta, isso não implica necessariamente na crença do anjo da guarda individual. Poderia ser que um anjo estivesse guardando ou tomando conta de Pedro naquela situação específica.

Parece não haver, entretanto, qualquer apoio convincente para a ideia de “anjos da guarda” individuais no texto da Escritura. Mas cremos que os anjos em geral têm a tarefa de proteger o povo de Deus.


Não adore anjos, não ore a eles nem os procure.

A ”adoração de anjos” (Cl 2.18) era uma das doutrinas falsas ensinadas em Colossos. Além disso, no livro de Apocalipse um anjo adverte João para que ele não o adore: “Não faça isso! Sou servo como você e como os seus irmãos que se mantêm fiéis ao testemunho de Jesus. Adore a Deus!” (Ap 19.10).

Nem devemos orar aos anjos. Devemos orar a Deus somente, o único que é onipotente e, assim, capaz de responder à oração e o único que é onisciente e, portanto, capaz de ouvir as orações de todo o seu povo de uma só vez.

Paulo nos adverte contra o pensamento de que outro “mediador” possa estar entre nós e Deus: “Pois há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens: o homem Cristo Jesus” (1Tm 2.5).

Se oramos aos anjos, estamos implicitamente atribuindo-lhes posição igual à de Deus, o que não devemos fazer. Não há exemplo na Escritura de alguém orando a um anjo específico ou pedindo ajuda a anjos.

Além disso, a Escritura não nos autoriza a buscar aparições de anjos. Eles se manifestam a nós de forma que não os vemos. Buscar tais aparições parece indicar curiosidade doentia ou o desejo por uma espécie de evento espetacular em vez do amor a Deus e a devoção a ele e à sua obra.

Embora os anjos tenham realmente aparecido em várias ocasiões na Escritura, com toda a certeza as pessoas a quem eles apareceram nunca procuraram essas aparições. Nosso papel é antes conversar com o Senhor, que é o próprio comandante das forças angelicais.

Contudo, não parece errado pedir a Deus para cumprir a sua promessa em Salmos 91.11 de enviar anjos para proteger-nos em tempos de necessidade.

Autoria: Wayne Grudem



SOBRE O AUTOR DO TEXTO

Wayne A. Grudem

Wayne A. Grudem é um teólogo protestante e autor. Ph.D. pela Universidade de Cambridge É titular do Departamento de Teologia Bíblica e Sistemática na Trinity Evangelical Divinity School, nos Estados
Nascimento: 11 de fevereiro de 1948 (69 anos), Chippewa Falls, Wisconsin, EUA



CONCLUSÃO

         Este trabalho pode ser melhorado através de críticas construtivas e sugestões. É assim que tenho feito com todas as postagens publicadas em meu blog.

        Portanto, se você tiver qualquer contribuição a fazer, poderá entrar em contato comigo através do e-mail indicado no final desta publicação.


SOBRE O AUTOR DA POSTAGEM


Wilson do Carmo Ribeiro é industriário aposentado, professor e historiador diletante. 
É presbítero emérito da Igreja Presbiteriana do Brasil.

E-mail: prebwilson@hotmail.com



terça-feira, 27 de junho de 2017

CONHECENDO O MINISTRO EDSON FACHIN

APRESENTAÇÃO

Após a morte de forma trágica do Ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavascki, coube através de sorteio ao Ministro Luiz Edson Fachin assumir as funções de relator da operação Lava Jato na mais alta corte do país.
Sem dúvida, trata-se de incumbência das mais relevantes e que demanda muita responsabilidade da parte do excelentíssimo senhor ministro, e ele vem dando conta do recado com muita desenvoltura.
Nesta breve postagem, gostaria de apresentar aos leitores um resumo biográfico dessa eminente autoridade de nosso país. Vamos a ela:
“Luiz Edson Fachin é ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Foi sorteado para ser o relator das investigações da Operação Lava Jato no Supremo. 
Fachin nasceu em Rondinha, no interior do Rio Grande do Sul, em 8 de fevereiro de 1958, filho único de uma professora e de um agricultor. Formou-se em Direito pela Universidade do Paraná em 1980 e, no mesmo ano, abriu seu escritório de advocacia, a Fachin Advogados Associados, onde se especializou em casos de conflitos empresariais, sucessórios, ambientais, agrários e imobiliários.

Entre 1982 e 1987, foi procurador jurídico do Instituto de Terras, Cartografia e Florestas do estado do Paraná e em 1985 foi procurador-geral do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra). Também exerceu o cargo de procurador do estado do Paraná, de 1990 até 2006.

Fachin também fez parte da comissão do Ministério da Justiça que discutiu a reforma do Judiciário  e foi colaborador, no Senado Federal, do grupo que elaborou o novo Código Civil Brasileiro. Ele conquistou notoriedade no meio jurídico por suas teses envolvendo direitos civis e de família, suas especialidades.”



ILUSTRAÇÕES FOTOGRÁFICAS


Rondinha RS(cidade natal) 


Universidade Federal do Paraná 
 (onde fez o curso de Direito)


Ministro Teori Zavascki
(O antecessor)


Supremo Tribunal Federal
Fonte: Internet.


CONCLUSÃO

         Este trabalho pode ser melhorado através de críticas construtivas e sugestões. É assim que tenho feito com todas as postagens publicadas em meu blog.

        Portanto, se você tiver qualquer contribuição a fazer, poderá entrar em contato comigo através do e-mail indicado no final desta publicação.


SOBRE O AUTOR DA POSTAGEM


Wilson do Carmo Ribeiro é industriário aposentado, professor e historiador diletante. 
É presbítero emérito da Igreja Presbiteriana do Brasil.

E-mail: prebwilson@hotmail.com