quarta-feira, 14 de junho de 2017

VENDO HOMENS COMO ÁRVORES QUE ANDAM

APRESENTAÇÃO

Senti o desejo de compartilhar este texto que narra um dos muitos milagres feitos pelo Senhor Jesus Cristo durante seu ministério terreno.
A narrativa desperta algumas curiosidades, entre as quais o fato de Jesus ter utilizado cuspe para realizar a cura nos olhos do cego. Também o fato dessa cura ter sido feita em etapas, desperta nossa atenção.
Por último a expressão do cego quando diz que “vejo homens andando como árvores” não deixa de ser um fato interessante para sabermos o significado.
Vamos então ao estudo, sucinto, que escolhi:

A CURA DE UM CEGO EM BETSAIDA

Esse trecho das Escrituras é misterioso, polêmico: Por que Jesus unta os olhos do cego com cuspe? Por que o cego vê homens como árvores? Dediquei-me a essa leitura na perspectiva de que me fossem reveladas respostas para alguns desses questionamentos. Sei, contudo que existem muito mais lições nessa passagem do que as que relatarei nesse artigo.

(Marcos 8: 22 a 26)

“E chegou a Betsaida e trouxeram-lhe um cego e rogaram-lhe que o tocasse, e tomando o cego pela mão, levou-o para fora da aldeia; e cuspindo-lhe nos olhos e impondo-lhe as mãos, perguntou-lhe se via alguma coisa. E, levantando ele os olhos disse: vejo homens como árvores que andam. Depois disto, tornou a pôr-lhe as mãos sobre os olhos, e fez olhar para cima; e ele ficou restaurado, e viu cada homem claramente. E mandou-o para sua casa dizendo: Nem entres na aldeia nem o digas a ninguém na aldeia”.


·                     O cego não morava na aldeia, mas passava a maior parte do seu tempo lá. 
·                     Ele foi levado até Jesus por alguns homens 
·                     Jesus o retirou da aldeia para realizar o milagre
·                     Primeiramente cuspiu em seus olhos
·                     O milagre pareceu incompleto porque o homem passa a ver homens como árvores   
·                     Jesus passa as mãos nos olhos do cego e o faz olhar para cima    
·                     O cego tinha o costume de andar de cabeça baixa   
·                     Após ser tocado por Jesus e olhar para cima: “viu cada homem claramente”
·                     Ao realizar o milagre Jesus ordena que o homem não retorne para aldeia

 Sobre a aldeia de Betsaida:

•    Jesus costumava orar nesta cidade Mc 6:45
•    Aconteceu o milagre da multiplicação dos pães e peixes Lc 9:10
•    Os habitantes desse lugar eram incrédulos Mt 11:21

Utilização da saliva de Jesus nos doentes

Este é o segundo milagre relatado no Evangelho em que Jesus utiliza sua saliva. Em Marcos 7:31-37 Ele retira um surdo mudo da multidão, molha a língua do mudo com cuspe e em oração a Deus diz: Efatá, isto é, Abre-te, o homem fica totalmente curado.

O Cego em Betsaida

Era um homem totalmente dependente de favores para viver. Era conduzido por vontade alheia em: corpo, pensamento e espírito. Tinha auto-estima baixa e estagnação de situação.

Homens Como árvores

Árvores dão frutos e sombra e o cego dependia desses elementos para sobreviver. Encostava-se nas árvores (homens) e alimentava-se deles, vivia à sombra deles. Essa relação era desumana porque o cego se anulava em prol dos favores (frutos e sombra) dos homens (árvores). Essa visão da vida e de relacionamento precisava ser mudada, aquela aldeia – verdadeira floresta para o cego – deveria ser deixada para trás. Nova vida, nova visão.

Jesus o Fez olhar Para Cima

Ao olhar para cima o cego foi totalmente restaurado. Ele precisava entender que havia um Deus que o amava e que era poderoso para fazer muito por ele. Restaurado em auto-estima, corpo, pensamento e espírito. Do alto viria à direção para a vida, o socorro e toda provisão.

Viu Cada Homem Claramente

A partir de então, os homens já não seriam árvores, ele não dependeria mais deles para sobreviver. Homens seriam homens. Iguais a ele, nem melhores nem piores. O ex-cego ganhara uma nova visão do mundo.

Jesus mandou-o de volta para casa

Os relacionamentos familiares também foram restaurados. O ministério dele começaria em casa, a partir de então o lar deveria ser sua prioridade, não a aldeia nem a velha e miserável vida.

Milagre em etapas

Jesus poderia curar o cego de uma só vez, com um só toque, mas teve seus motivos para não o fazer. Preferiu despertar a fé do homem, conduzindo-o a entender o porquê da cura e a mensagem do Reino. Jesus passou tempo com ele, conversou, tocou não apenas seus olhos, mas seu coração. As mãos, não a saliva completaram o milagre. É claro que tudo em Jesus é divino – saliva e mãos – mas aqui há uma simbologia: Não bastava ao homem ver somente, era necessário que o velho homem fosse impactado até dar lugar ao novo.

Que essa maravilhosa mensagem nos faça refletir sobre a forma como estamos enxergando o mundo: Somos conduzidos por Deus ou pelos homens?  Onde estão as aldeias em nossas vidas? Precisamos abandona- las para ver, ouvir, obedecer e alcançar o milagre. De que forma estamos administrando nosso tempo: Passamos a maior parte na aldeia, negligenciando os relacionamentos familiares? Que nossos corações estejam dispostos e entregues nas mãos de Jesus, somente Ele pode nos conduzir aos lugares seguros. A Ele toda a glória!




CONCLUSÃO

         Este trabalho pode ser melhorado através de críticas construtivas e sugestões. É assim que tenho feito com todas as postagens publicadas em meu blog.

        Portanto, se você tiver qualquer contribuição a fazer, poderá entrar em contato comigo através do e-mail indicado no final desta publicação.


SOBRE O AUTOR DA POSTAGEM


Wilson do Carmo Ribeiro é industriário aposentado, professor e historiador diletante. 
É presbítero emérito da Igreja Presbiteriana do Brasil.

E-mail: prebwilson@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário